• +51 3012-1976 | 3062-1973
  • recepcao@silvapinto.com.br

Category ArchiveNews

Vacina da J&J contra a covid-19 recebe autorização nos Estados Unidos

Imunizante é o primeiro com dose única e pode começar a ser aplicado já na próxima semana A primeira vacina contra a covid-19 de dose única, da Johnson & Johnson, recebeu autorização de uso nos Estados Unidos, dando mais um impulso à campanha de vacinação em massa que pretende acabar com a pandemia mais mortal em mais de um século.
Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.
Source: Valor Econômico – Empresas

Brasil vive pior momento da pandemia, com média móvel de 1.180 mortes diárias

Com isso, o país completou 38 dias com a média acima de 1.000 O Brasil registrou 1.275 mortes pela covid-19 e 50.840 casos da doença neste sábado. Com isso, o país alcança 254.263 óbitos e 10.508.634 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.
A média móvel de óbitos dos últimos sete dias ficou em 1.180. Com isso, o país completa 38 dias com a média acima de 1.000.
A média é um recurso estatístico que busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete.
O Brasil enfrenta o seu pior momento na pandemia. Vários Estados adotaram nos últimos dias medidas restritivas que vão de toque de recolher a cirurgias em hospitais, veto à celebração de missas e comercialização de bebidas alcoólicas. No Estado de São Paulo, mais de 40 hospitais privados estão lotados.

Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

O consórcio também atualizou informações repassadas sobre a vacinação contra a covid-19 por 16 Estados.

Já foram aplicadas no total 8.453.425 doses de vacina (6.535.363 da primeira dose e 1.918.062 da segunda dose), de acordo com as informações disponibilizadas pelas secretarias de Saúde.

As vacinas disponíveis no Brasil são a Coronavac, do Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac, e a Covishield, imunizante da Fiocruz desenvolvido pela parceria entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca.
Source: Valor Econômico – Empresas

Brasil supera marca de 10,5 milhões de casos de covid-19 e tem 1.386 mortes em 24h

Desde o começo da pandemia, total de mortes no país chega a 254,2 mil, segundo boletim do Ministério da Saúde O Brasil ultrapassou a marca de 10,5 milhões de casos de covid-19. Foram registrados 61.602 novos casos da doença nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim do Ministério da Saúde. Com isso, o total de diagnósticos confirmados nas estatísticas oficiais sobe para 10.517.232.
Os óbitos provocados pelo novo coronavírus totalizam 254.221 no país, conforme o balanço fechado às 18h40 deste sábado. Segundo os dados do Ministério, foram contabilizadas 1.386 mortes de ontem para hoje.
De acordo com o órgão, são 9.386.440 pacientes recuperados da doença e 876.571 sob acompanhamento.
São Paulo é o Estado com mais mortes (59.428) e casos confirmados (2.037.267) de covid-19. Minas Gerais é o segundo Estado com mais casos (874.884) e o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos (33.035).
Source: Valor Econômico – Empresas

Nova remessa de insumos de vacina contra a covid-19 chega ao Rio


Ingredientes serão usados na produção de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca Uma nova remessa de insumos que serão utilizados para a produção de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca, contra a covid-19, chegou ao Rio de Janeiro no início da noite deste sábado.

O avião com os lotes do ingrediente farmacêutico ativo (IFA), que será utilizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), chegou por volta das 18h05 no Aeroporto Internacional do Galeão, em voo da companhia aérea de cargas Cargolux, proveniente de Luxemburgo, com passagem anterior por Xangai, na China.

Antes de ser encaminhado para a Fiocruz, os lotes vão ser inspecionados Receita Federal e seguirão diretamente para a sede da fundação, sob escolta da Polícia Federal.

Insumos serão utilizados para produção de 15 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus no Rio
Danny Lawson/PA via AP
O novo carregamento se junta à primeira remessa que desembarcou no Rio de Janeiro no dia 6 de fevereiro, para que sejam produzidas 15 milhões de doses de vacina contra o novo coronavírus.

Ao chegar a Bio-Manguinhos, as amostras vão passar por um controle de qualidade. A segunda etapa será o descongelamento dos insumos a fim de serem embalados, rotulados e utilizados na fabricação do imunizante.

Todas as vacinas serão destinadas ao Programa Nacional de Imunização do governo federal e o Ministério da Saúde ficará responsável pela distribuição em todos os Estados.
Source: Valor Econômico – Empresas

"Não há tempo a perder", diz Biden sobre pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão


Medida foi aprovada por grande parte dos representantes do partido na Câmara, mas dois democratas se juntaram aos republicanos na oposição O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, instou hoje o Senado a agir rapidamente depois da aprovação, na Câmara, do pacote de US$ 1,9 trilhão para aliviar os impactos da covid-19 na economia americana, enquanto os democratas ainda se desentendiam sobre a proposta de aumento salarial.
Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.
Source: Valor Econômico – Empresas

McDonald’s avalia venda parcial da startup Dynamic Yield


Comprada por mais de US$ 300 milhões em 2019, tecnologia não entregou o aumento esperado nas vendas A McDonald’s Corporation informou que está avaliando a venda de parte da startup digital Dynamic Yield, comprada há menos de dois anos, em uma tentativa de aumentar suas vendas em “drive-throughs” e quiosques digitais.
Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.
Source: Valor Econômico – Empresas

Verallia, de garrafas de vidro, investe R$ 400 milhões em expansão em MG


Investimento vai dobrar capacidade de produção na fábrica de Jacutinga, inaugurada em 2019 A francesa Verallia, terceira maior fabricante mundial de embalagens de vidro para alimentos e bebidas, está investindo 60 milhões de euros (cerca de R$ 400 milhões ao câmbio atual) para implantar um segundo forno na fábrica de Jacutinga (MG) e ampliar presença no mercado brasileiro. O investimento, que estará operacional em 2022, vai dobrar a produção na unidade mineira e elevará a 4 milhões de garrafas por dia a capacidade produtiva da empresa no país.
Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.
Source: Valor Econômico – Empresas

Pressionado, governo do DF volta atrás e flexibiliza quarentena


Novo decreto, que altera restrições mais rígidas anunciadas ontem, entra em vigor amanhã e vale até 15 de março O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (DF) editou neste sábado um novo decreto, publicado em edição extra do Diário Oficial, revendo parte das restrições impostas no lockdown que será iniciado neste domingo.
Pressionado por comerciantes e empresários, o governador instituiu data para a retomada das atividades a partir de 15 de março. O decreto anterior não continha data para o fim das restrições.
Também serão liberados para funcionamento escritórios e profissionais autônomos de advocacia, contabilidade, engenharia, arquitetura e imobiliárias. Lavanderias poderão atuar exclusivamente no sistema de entrega em domicílio. Cartórios, hotéis (mantendo fechadas as áreas comuns), óticas, papelarias; zoológico, parques ecológicos, recreativos, urbanos, vivenciais e afins também estarão liberados.
Governador do Distrito Federal foi pressionado por diferentes setores econômicos e ampliou o leque de atividades que podem funcionar na quarentena
Marcello Casal Jr. / Agência Brasil
As escolas ficarão fechadas. Já cultos, missas e rituais de qualquer credo ou religião poderão ocorrer. Em seu Twitter, Ibaneis justificou: “Muitos me perguntam porque cultos e missas são permitidos. É que aqui no DF foi aprovada uma Lei, que está sendo questionada no TJDFT, que define Igrejas como serviços essenciais e sou obrigado a cumprir. Mas sei que eles têm seguido as normas de segurança, isso me tranquiliza”.
Source: Valor Econômico – Empresas

Após sinal verde para privatizações, Guedes e Onyx disputam programa do governo


Auxiliares de Jair Bolsonaro esperavam que ele desse um fim à queda de braço entre seus ministros até o final desta semana No momento em que o governo tenta mostrar ao mercado que começou a destravar o processo para privatização de estatais como Eletrobras e Correios, o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) se tornou alvo de disputa entre os ministros Paulo Guedes (Economia) e Onyx Lorenzoni (Secretaria-Geral), empossado na quarta-feira.

Auxiliares do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esperavam que ele desse um fim à queda de braço entre seus ministros até o final desta semana, mas, até ontem, a questão continuava indefinida.

O programa está sob o guarda-chuva do Ministério da Economia há cerca de um ano, quando saiu da Casa Civil, então comandada por Onyx.

À época, Bolsonaro anunciou a transferência, por rede social, na esteira da demissão de Vicente Santini, que perdeu o posto de secretário-executivo da Casa Civil após usar um jato da Força Aérea Brasileira (FAB) para uma viagem exclusiva para a Índia.

No início deste mês, o presidente levou o amigo da família de volta ao Planalto, nomeando-o secretário-executivo da Secretaria-Geral, novamente o número dois de Onyx.

Ministro da Economia pediu ao presidente Jair Bolsonaro que o programa de privatizações continue sob sua pasta
Pablo Jacob/Pablo Jacob
De acordo com duas fontes do governo ouvidas pela reportagem, Guedes pediu a Bolsonaro que não tire o programa de sua pasta. Além disso, o ministro tem dito nos bastidores que o PPI não vai mudar de lugar.

A retirada do PPI da Economia representaria mais um esvaziamento do poder de Guedes após Bolsonaro derrubar Roberto Castello Branco, indicado pelo ministro, da presidência da Petrobras.

Membros do governo dizem que o PPI já foi alvo da cobiça de ministros em outras situações e nem por isso saiu da Economia, mas ressaltam que a decisão sobre o assunto será do presidente da República.

No governo Bolsonaro, o PPI já esteve também na Secretaria de Governo.

O programa, criado em 2016 no governo Michel Temer (MDB), dá suporte aos processos de privatização e concessão com a contratação de estudos, atua na interlocução dos projetos no Tribunal de Contas da União (TCU) e funciona ainda como vitrine de realizações.

É justamente neste último ponto que Onyx tem interesse. Ele se prepara para disputar o governo do Rio Grande do Sul em 2022.

A migração do PPI para a Secretaria-Geral teria um efeito compensatório, já que a Subchefia para Assuntos Jurídicos (SAJ) continuará na estrutura da pasta, mas prestará contas diretamente ao presidente.

Além disso, Onyx deixou o Ministério da Cidadania, responsável por iniciativas como o programa Bolsa Família, para cedê-lo ao centrão, grupo que ganhou ainda mais força junto ao governo depois da eleição para as presidências da Câmara e do Senado. O deputado João Roma (Republicanos-BA) também tomou posse na pasta na quarta.

O PPI tem hoje mais de 150 projetos em áreas como portos, aeroportos, ferrovias, rodovias, geração de energia, infraestrutura e óleo e gás.

Na terça-feira, no primeiro de uma série de acenos ao mercado, Bolsonaro publicou um decreto com a lista de empreendimentos que foram qualificados na reunião do conselho do PPI no início de dezembro.

No mesmo dia, entregou ao Congresso uma medida provisória que abre caminho para a venda da Eletrobras. O plano é diluir a participação acionária da União e de outros braços do Executivo federal na estatal de energia.

Na quarta, entregou um projeto de lei que quebra o monopólio dos Correios e abre a empresa pública para o capital privado.

O texto permite que serviços postais, inclusive os prestados hoje pelos Correios em regime de monopólio, sejam explorados pela iniciativa privada.

O objetivo é eliminar a restrição de entrada de empresas no setor, ampliando a competição. Atualmente, os Correios têm o monopólio do envio de cartas, telegramas e outras mensagens.

A medida ainda estabelece que os Correios serão transformados em sociedade de economia mista (pública e privada). Hoje, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é 100% pública.

O PPI está, desde 2019, sob o comando da secretária especial Martha Seillier, servidora pública federal de carreira e especialista em políticas públicas e gestão governamental. Antes, ela foi a primeira mulher a ocupar o cargo de presidente da Infraero.

Em governos anteriores, foi diretora do Departamento de Regulação e Concorrência da Aviação Civil da Secretaria de Aviação Civil e coordenadora no Departamento de Política do órgão.
Source: Valor Econômico – Empresas

Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, vê lucro subir 23% no 4º trimestre


Na carta anual aos acionistas, investidor bilionário defende recompra de quase US$ 25 bilhões em ações no ano passado A Berkshire Hathaway Inc., holding de investimentos de Warren Buffett, divulgou hoje um crescimento expressivo, de quase 23%, no lucro do quarto trimestre. O investidor bilionário usou ainda sua tradicional carta anual aos acionistas para justificar o recente aumento das recompras de ações.
Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.
Source: Valor Econômico – Empresas